30 de mai de 2010

Sem querer


Dispersar minha mente não funciona mais. Os dias passam e eu sei que tudo isso ja não importa. Essas lembranças me perseguem. Eu não quero tê-las. Eu não posso. Lembranças tomam minha mente, paralisa meu corpo, expulsa minhas lagrimas. Domina meu ser.
O engraçado é que elas aparece nas horas mais importunas, quando menos se precisa delas.
Se tudo fosse apenas um sonho, não sentiria esse vazio dentro de mim. Talvez nunca vai ser preêncido ou só esperando alguém aparecer.
Seu olhar, seu sorriso, seu cabelo, tudo guardado perfeitamente. Ainda sinto seu cheiro, o gosto do seu beijo e a falta de seus abraços ( o abraço mais forte ). Isso me mata profundamente. Não quero lembrar, mas cada vez está se tornando inevitável ( não sei porque )

Dizem que o tempo cura todas as feridas. Não creio mais em provérbios populares. Não funciona comigo.
Ou eu estou cada vez mais impaciente, ou o tempo não manda em nada
Sei que tudo isso ja é inevitável. São tantas coisas que nos fazem lembrar do passado!! Mas não sabia que machucava tanto
Não se preocupe, eu vou continuar sorrindo sempre, porque não quero ver você chorar.

24 de mai de 2010

Sonhos.


Grande partes dos meus sonhos são coisas bizarras. Vai de um homem se transformar em salsicha à todos os meus dentes pararem no chão sem nenhuma explicação. Mas não são desses sonhos que eu estou falando. Sonhos que nos vem desde criança, que não são impostos por pessoas e ate mesmo aqueles que por acaso apareceu ali, sem nenhuma explicação.
Segundo o dicionário Aurélio Sonho (uma de suas explicações) é "Idéia dominante perseguida com interesse e paixão". Pela primeira vez eu entendi o que o dicionário Aurélio diz. Sonho é tudo aquilo que desejamos, que queremos ter de um jeito ou de outro. Lutamos para tê-lo.
Tenho sonhos, grandes sonhos para falar a verdade. Quero conquista-los. Mas não sei como começar. Isso que é o difícil. Você ate fecha os olhos, sonha com grandes maravilhas e conquistas, tudo o que pode ocorrer no meio da trajetória MAS não sabe por onde começar. São tantas coisas que pode começar. Tantas portas disponíveis e não sabe qual é a certa.
Eu confesso. Tenho medo. Tenho medo de escolher a porta errada. De começar tudo por algo que não vai dar certo. Mas há uma esperança nisso. Eu nunca vou desistir e nunca vou olhar para trás.Porque eu sei que tem um monte de pessoas que estão torcendo por mim e que eu não quero decepcioná-los.Eu sempre vou me arriscar.

O que eu posso dizer? Sonhe, sonhe muito. Realize seus sonhos e não se arrependa de nada. 

Resto de Carnaval






Cinco dias de folia é pouco para tudo o que o carnaval oferece. Amigos, musica, bebida e muita dança, algo que ninguém deixaria para trás. Pessoas. Pessoas que nos marcam com um sorriso, um olhar.

Parece que foi ontem que tudo começou. Não foi algo tão esperado, mas que marcou na memória.
Festa, alegria, diversão. Tudo em uma avenida só. E em diversas trocas de olhares em meio a multidão, teve algo que brilhou ali. Um sorriso sincero abriu-se em meios de seus lábios vermelhos. Que frio na barriga. Um calor subiu em minhas têmporas, e permaneceu por la.
Em passos leves e singelos, cada vez mais aquele sorriso se aproximava de mim. E eu o esperava com o coração já enlouquecido.
Naquele momento a avenida parou. As pessoas andavam em câmera lenta, a musica soava como um suspiro onde meu coração gritava sem muitas explicações.
Aquele sorriso chegou até mim. Mas algo de errado aconteceu. Por que aquele sorriso tão belo desaparecera tão rápido? Meu coração parou.
Suavemente senti um vento em meu ouvido: " Você está linda hoje". Foi algo tão rápido e ao mesmo tempo emocionante. A emoção me fez respirar.
Esse sorriso que já não é mais de carnaval, assombra meus sonhos, alegra meus dias e se junta com os meus. Esse sorriso que é muito mais que um resto de carnaval.